segunda-feira, 26 de agosto de 2013

ADCidade_STCF

Seminário Teológico Cidade dos Funcionários
http://adcidade.org/

domingo, 25 de agosto de 2013

ESTUDANDO TEOLOGIA : SERMAO

ESTUDANDO TEOLOGIA : SERMAO: A BELEZA DA IGREJA Cantares 6.10        A igreja é formosa como a lua – o que a igreja é para o mundo 1. A IGREJA, COMO A LUA, ...

ELVIS PRESLEY, 01/12 GOSPEL (Suas Raizes Evangélicas) Varias musicas

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Pr. Campos Aniversário IIGD Fortaleza

Eliene Lima (Lena): Fichamento Livro a Sombra do Galileu Autor: Gerd T...

Eliene Lima (Lena): Fichamento Livro a Sombra do Galileu Autor: Gerd T...: Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor: Gerd Theissen Cap...

Fichamento Livro a Sombra do Galileu Autor: Gerd Theissen

Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor: Gerd Theissen
Capítulo 01: O Interrogatório                                                                                     Páginas: 9-16      
Houve grande protesto, e  revolta, que  causou pânico e confusão em  volta de André, naquele momento ele estava sozinho em Jerusalém.
Ele estava cercado pelos manifestantes, quando descobriu seu amigo Barrabás naquele tumulto.
André é detido, e  arrastado e levado a prisão, juntamente com um de seus escravos e segue para o interrogatório na companhia de um soldado romano para o gabinete do prefeito Pilatos.
André filho de João, natural de Séfores na Galiléia.
Comerciantes de frutas e cereais, como seu pai, também participou da festa do Pentecostes.
Ele não tomou parte nas manifestações, estava ali casualmente.
André fala das relações comerciais de seu pai com Herodes Antipas.
Depois é levado novamente é levado a prisão.

                     

Obra: A Sombra do Galileu                                                                                         Autor: Gerd Theissen
Capítulo 02: A extorsão                                                                                              Páginas: 18-27      
André permanece em silencio, já não sabia mais do destino de Malco, o outro escravo.  
Ele pede ajuda a Deus em sua oração.
Na terceira semana André é retirado para fora, e levado ao tribunal, Pôncio Pilatos o  interroga  em instância superior .
André esteve no deserto na companhia de Bannos,  um asceta durante um ano.
Esteve no deserto por motivos religiosos, onde conheceu Barrabás.
Pilatos lhe faz  uma proposta  para ficar livre, que seria fornecer informações dos movimentos religiosos no país.
André  tinha uma boa educação pois viajava ao redor da Palestina comercializando frutas e cereais.
Ficou  indignado quando descobriu que Pilatos estava tentando vergonhosamente lhe extorquir.   
Novas idéias e movimentos surgiram, dia após dia,  a estabilidade do país dependia desses círculos.
Pilatos precisava de informações sobre  os essênios,  André não concorda.
De fato ele não queria jogo duplo, tudo não passava de interesses pessoais.
Extorsão, seria um  jogo de tática para poderosos.
André pede um tempo para pensar.
Levaram André de volta para sua cela escura.
Pilatos dizia eu não sou o monstro.
Uma saída fora aberta. Mas era um beco sem saída.
André amaldiçoou sua sorte e, em sua impotência, começou a orar a Deus. 

  
Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor: Gerd Theissen
Capítulo 03: A decisão de André                                                                               Páginas: 29-35      
Tudo em André era revolta, jamais entregaria quem quer fosse aos romanos.
Os pensamentos  de André ferviam descontroladamente, pensava no que fazer.
André pensou na morte como uma saída. Em seguida lembrou  que de  Deus recebemos o compromisso com a vida.
André finge em  aceitar a oferta de Pilatos e depois vaguear no deserto.
Ele lembra quando conheceu a fé de homem simples.
Também  sentia o desejo de conhecer os fundamentos da fé judaica.
Foi quando ouviu falar de Bannos, que o atraiu por ensinar no deserto.
A doutrina de Bannos, era a  mensagem de um mundo novo.
André estava na companhia de Bannos, quando Barrabás se associou-se a eles.
Começou a compreender  melhor seus companheiros do deserto.
Ao colocar os fatos de seu destino em ordem dentro das conjunturas de seu povo,
Sobreveio uma tranqüilidade que ele adormeceu e teve um sonho.
Pilatos se transformando num monstro e repetia “não sou nenhuma fera.”
O sonho de André revelava o contrario, o império romano seria o último animal.
Depois disso deveria vir um império humano.
André ainda estava sob o império animal, que poderia ser vencido.
Amanhecendo, André manda  avisar Pilatos que aceita a sua proposta.
Devendo portanto, também  soltar  Timão.
  
  
Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor: Gerd Theissen
Capítulo 04: O encargo de investigador                                                                      Páginas: 37-46      
André estava livre, deram lhe um dia de saída antes de sua libertação, seu amigo Timão ficou na prisão.
Caminhou pelas estreitas ruas de Jerusalém , apreciou o barulho, o cheiro do mercado.
Foi as pessoas que com ele o comprimiam, pelos becos.
André é interrogado pelo oficial de Pilatos chamado Metílio,
Ele pede informações dos assênios que moram no deserto, pra saber quem  eles apoiavam. Os essênios apoiaram a Herodes.
André antes de deixar Metílio pergunta por Timão e faz pressão para libertá-lo no dia seguinte e o oficial concordou.



 
Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor: Gerd Theissen
Capítulo 05: A comunidade do deserto                                                               Páginas: 47-57     
Timão foi solto, agora saem os três a procura de Malco.
Eles procuram uma aproximação tentando  um relacionamento, que não fosse dinheiro. Pois eles tanto produziam como também comercializavam seus produtos.
A cidade era de difícil acesso. De uma certa distancia eles encontram um homem e se dirigem até lá. Se aproximam daquele homem com ” uma bolsa cheia de água, bem a vista”.   
Baruc é levado a cavalo até a margem do Jordão, foi alimentado do “que a natureza produz de si mesma”.
Baruc manda uma mensagem para seu povo, depois de ter sido expulso por representar uma ameaça á paz para seu povo.
Baruc  juntou- se ao grupo com André, Timão e Malco e saíram pelo deserto.
Em pouco tempo André ficou sabendo mais dos essênios, do que ele esperava.
Ele escreve ao oficial, mas naquele momento ele se omite a relatar tudo que sabe.
Ouviram barulho, Baruc avisa que assassinaram o profeta João.

Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor: Gerd Theissen
Capítulo 06: Um crime e sua análise                                                                           Páginas: 59-68     
Herodes Antipas mandou matar João Batista, a cidade está agitada.
André ficou consternado.
Havia um banquete festivo , Antipas estava bebendo,  quando Salomé começou a dançar.
O povo da sociedade se entusiasmou.
Antipas prometeu a moça que daria o que ela pedisse, nem que fosse a metade do seu reino.
Mas Salomé fez sua mãe ditar o que ela queria, que seria a cabeça de João Batista.
Andre obteve notícias de Cuza Administrador de Antipas, um antigo concorrente de cereais o chamou para um jantar com ele e sua esposa.
André conta sua historia toda para Cuza e pede segredo, para que Pilatos não saiba, ele concorda.
Eles comentam sobre a historia de João Batista, e chegaram a uma conclusão que sua morte foi por motivos políticos, e não por causa de Herodíades

Obra: A Sombra do Galileu                                                                                        Autor: Gerd Theissen
Capítulo 07: Jesus, risco de segurança                                                                         Páginas: 70-80   
André volta a Jerusalém levando o relatório ao oficial Metílio.
Em longa conversa ele tentou mostrar ao oficial que os essênios e João Batista eram inofensivos.
Metílio agora entrega uma nova missão a André.
Ele quer saber quem é Jesus de Nazaré e se ele representa algum risco á segurança do estado, e se tem ligação os que entram na resistenscial.
O oficial informa os fatos mais importantes das atas registradas sobre os terroristas.
André é cauteloso com relação os métodos de Pilatos.
André não consegue parar de pensar que nos próximos dias teria uma nova missão de colher informações de um homem que ele não conseguia identificar.
Este homem é Jesus , era  um asceta como Bannos, um profeta como Batista, um sonhador ou um terrorista.

Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor: Gerd Theissen
Capítulo 08: Investigações em Nazaré                                                                        Páginas: 83-90    
André chega em casa em Séfores, e fez um acordo com baruc para ele fazer parte com relação a procura de Jesus.
Com Timão e Malco André segue para Nazaré, estava interessado em conhecer a gente simples do povo, conheceu Tolomeu do qual estava disposto a vende-lo a sua sagra.
Logo Tolomeu e sua esposa Susana contam a historia de seus filhos que fugiram para as montanhas. Eles eram pobre.
 Tolomeu e Suzana falam do vizinho Eliazar fugiu com toda sua família, era um pequeno lavrador.
Começam a falar de Jesus que ele percorria o país anunciando e reino de Deus que já começou.
Suzana irritada fala mal de Jesus, outros falam bem e acham lindo o que Jesus diz.
Jesus não se apoiava em uma comunidades organizada com tesouros escondidos.


Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor: Gerd Theissen
Capítulo 09: Nas cavernas de Arbela                                                                         Páginas: 93-101   
Surgiu uma viagem de negócios para André juntamente com seus colegas de Séforis  a Betsaida Júlia.
André morava numa cidade abastada, e Jesus de um circulo pequeno de uma aldeia desconhecida, ele queria muito encontrar-se com Jesus ou pelo menos suas pegadas em qualquer lugar no norte do lago.
A Galiléia era terra boa onde havia tudo para o sustento.
De repente um forte grito, André e seus colegas são atacados cerca de quinze homens armados. Foram arrastados dos animais que os conduziam , com mãos e os olhos vendados.
Durante várias horas subiam as montanhas até chegar ao topo entraram numa caverna, sem saber o destino, o caminho era muito pedregoso.
André se sente obrigado a fazer uma carta de resgate , depois quando o presidente descobre que ele não tinha acordo com o romanos eles renunciam o resgate.
Pediu uma prova de que André estava ao seu lado.
Toda questão era porque os romanos cobravam impostos injustos dos judeus, não dos pagãos, no caso seriam os escravos.
Finalmente depois de tantos vaivens fizeram acordo, o presidente ficou satisfeito.
Depois de comer e beber o ambiente ficou aconchegante.
Não poderia acreditar no meio de tantos rapazes da mesma idade, somente o chefe era o mais velho, e de repente vejo Barrabas. 
André Conversou com Barrabas  sem transparecer que eram conhecidos, entendi que poderia ainda haver ainda algum plano.
Nada poderia fracassar estava tudo combinado para sairmos cedo no dia seguinte.







Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor: Gerd Theissen
Capítulo 10: Terror e amor aos inimigos                                                                     Páginas: 103-114  
André dormiu e acordou assustado. Alguém o tocou era Barrabás que estava em sua noite de guarda, e foram para o ar livre.
Eles  não queriam matar André, queriam apenas seu dinheiro, sabiam que ele era rico.
Barrabás fala para André que Jesus é um sonhador e diz que Simão o Zelota que nos deixou  também,  é igualzinho.
Ele também fala no diálogo que Jesus quer que as coisas mudem.
André pede para Barrabás deixar aquela vida cavernal e sussurra para Barrabás subir pra caverna antes do nascer do sol.
Subiram com cuidado, André  deitou –se novamente e  foi despertado por dois zelotas juntamente com Timão e Malco, de olhos vendados, para fora da caverna.
Subiram observando a rochas que na verdade eram perigosas ladeavam encostas, ficaram alegres quando chegaram ao topo que receberam seus burros.
Os guias andavam em zigzag para não aprenderem o caminho de volta e assim  saíram no lago da Galiléia, as águas brilhavam com o nascer do sol.
Matias filho de Matatias um dos zelotas pede um favor, para entregar uma carta e um dinheiro aos seus país que são pobres, moram em Cafarnaum.
André se despediu de Timão e Malco, e louva a Deus por fazer todos os dias o sol nascer sobre bons e maus, justos e injustos.


Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor: Gerd Theissen
Capítulo 11: Conflito em Cafarnaum                                                                           Páginas: 116-128  
Seguiram para Cafarnaum, lá encontraram a casa de Matatias.
Sua filha Míriam de 12 anos estava doente, ficou surpresa com a visita e me perguntou se eu era o Messias disse que não, André falou seu nome.
Era o ambiente de uma família com medo , ninguém falava, pois ali estava a sombra da morte.
A carta e o dinheiro é entregue, e falou que foi um estranho de Arbela que mandou.
Seus olhos brilharam, e André recebeu boas vindas.
Mirian, pergunta: Você é o Messias?
Amigavelmente ele respondeu sou André , vendedor de Séfores.
Queria saber porque Jesus  não estava ali
André ouvia ela Ana falar sobre os milagres de Jesus.
André manda buscar um medico. Dois homens chegam para falar com  Matatias Gamaliel e Daniel e ficam argumentando por causa do guardar do sábado.

  
Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor: Gerd Theissen
Capítulo 12: Homens na Fronteira                                                                              Páginas: 131-140   
E saíram de Cafarnaum a Betsaida, depois tinham que passar na fronteira e pagar a alfândega.
Depois se apresentou um  homem por nome Costabar, velho conhecido que depois da pechincha aceitava o convite para um trago de vinho.
Costobar deu uma notícia que Levi deixou de ser publicano e desapareceu seguiu a Jesus.
Houve um questionamento sobre o tributo entre eles, depois da concessão houve um acordo, sentaram comeram pão e beberam vinho descoberto por Costabar.
Enquanto estavam sentados se aproximaram pessoas como se fosse uma pequena procissão de pessoas esfarrapadas, cegos, aleijados.
Um deles grita perguntando Jesus está ai! Eles não entenderam porque eles perguntavam por Jesus. 
Pois todo homem que desse de comer e beber achavam que era Jesus.
Costabar queria o tempo todo livrar-se daquela gente muito pobre que só queriam uma coisa, era  comer.
Como já se fazia tarde tiveram que partir para Betsaida . E naquele entardecer  deram de frente com as crianças mendigas brincando de publicano.
Perguntaram que fronteira seria aquela, elas responderam, aqui começa o reino de Deus.
Costabar já ficando enfurecido se acalmou e entrou na brincadeira das crianças, a criança mais velha disse: se não fizerdes como criança não entrareis no reino dos céus.
Ele pensa que seria pagar o imposto, as crianças respondem, der nos alguma coisa prá comermos! Mesmo ele achando que não passava de uma brincadeira ou não, ele deu Pães e frutas pra elas.



Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor: Gerd Theissen
Capítulo 13: Uma mulher protesta                                                                              Páginas: 142-151   
Os milagres operado por Jesus chamava a  atenção de André, e a maneira como ele surgia inesperadamente em vários lugares, e logo desaparecia.
André, deixa  Timão e Malco para traz, após chegarem em Tibiríades,  as bagagens ficaram em uma residência local. André vai a casa de Cusa, uma residência moderna.
A conversa girou em torno de Jesus, ele tinha apoio de toda parte.  Joana é a primeira que fala de Jesus, que pertencia porém a classe alta da sociedade.
Eles questionam sobre os milagres, ele achava que Jesus era louco.
Depois do diálogo Joana declara que ajuda a Jesus, cuza ficou confuso, mas entendeu seu ponto de vista. Depois olhando na direção de Cafarnaum,  talvez Jesus estivesse  lá.
E toda aquela discussão em torno de Jesus mexeu com o intimo de Cusa, ao ponto de tirar seu sono.
Havia uma luta por Jesus no interior de seu ser. No dia seguinte acordou sentindo algo diferente não era mais o mesmo.


Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor:  Gerd Theissen
Capítulo 14: Relatório sobre Jesus: ou Jesus é disfarçado                                           Páginas: 154-167    
André nunca encontrou com Jesus em sua viagens pela Galileia, agora tentará descobrir se Jesus, achavam que ele  era uma ameaça para a segurança nacional.
Nada do que estava acontecendo desejava contar aos romanos. André teve uma idéia de apresenta Jesus como uma figura familiar.
Por outro ponto de vista os entre gregos e romanos, Jesus estava bem disfarçado.
Depois André prepara o relatório sobre Jesus, analisa se estava coerente com as informações sobre Jesus.
No final André decidiu excluir declarações que ele achava ser duras, que poderiam prejudicar Jesus, como por exemplo: “ Deixa os mortos enterrar os mortos”.
André queria omitir que Jesus seria um perigo e com isso protegê-lo, sentou-se e começou um novo relatório. Desta vês Jesus como poeta pois gostava muito de livros e literatura.   
Jesus era mais que um filósofo ambulante e poeta, era um profeta sem igual. Baruc sentiu desejo de participar da festa de páscoa em Jerusalém, e André aproveitando o momento para pedir-lhe para levar as cartas ao oficial Metílio, onde seguia um relatório inofensivo de Jesus.   
Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor: Gerd Theissen
Capítulo 15: Reforma do templo e reforma social                                                       Páginas: 169-180   
André recebe a notícia  que Barrabás foi preso juntamente com os dois zelotas, e que ele deverá ir imediatamente a Jerusalém e apresentar o relatório a Metílio.
No percurso da viajem pensa em como ajudar Barrabás.
Jesus encontrou o templo sendo profanado, no momento ele expulsou todos derrubou mesas e no momento impediu também o comercio dos cambistas  e vendas de animais destinados ao sacrifício.
Metílio deseja saber qual a relação de Jesus, com os zelotas.
Os Zelotas é contra os romanos, e o que aconteceu no templo visa os interesses judaicos.
Metílio reage como se Jesus fosse um zelota.
Depois de discutirem sobre questões religiosas Metílio o agradeceu, e prometeu apresentar sua proposta a Pilatos, depois foi embora.


Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor: Gerd Theissen
Capítulo 16: O medo do Pilatos                                                                                 Páginas: 183-192    
André foi chamado para comparecer a presença de Pilatos, ele já sabia de sua amizade com Barrabás.  Descobri u seu interesse por uma proposta de anistia e perdão das dívidas.
Aconteceu a noite uma detenção, prenderam Jesus de Nazaré, nesta hora André fica muito nervoso.
De acordo com os relatos de André Pilatos achava que Jesus era inofensivo por estarem classificando ele como filósofos e poeta.
Agora se tratando de ser pretendente a Messias torna-se um perigo para o estado.
Tudo que André pesquisou Jesus não declarou querer ser um rei, ele disse a Pilatos.
André envia Malco para tomar conhecimentos dos fatos. Barrabás fora libertado por vontade do povo e saiu imediatamente.
Os romanos o mataram porque pensavam que ele era o messias .
André perdeu os sentidos passou mal , ficou inconsciente.
Senas torturantes passavam pela cabeça do André, rolava de um lado para outro, depois mais calmo, lembra da oração, seus lamentos. Clama por  Deus, Meu Deus, me Deus.


Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor: Gerd Theissen
Capítulo 17: Quem foi o culpado?                                                                              Páginas: 195-205   
André ficou ainda três dias em Jerusalém, achando que tinha terminado sua missão, viajou novamente como comerciante de cereais e olivas.  Voltando de Cesaréia resolveu assistir um culto.
Teve uma surpresa, que para ele achou desagradável, pois   encontrei Metílio lá, não conseguiu mais se esconder.
Conversaram bastante, foi até sua casa, falaram da criação.
Questionam sobre a morte de Jesus, comentam que foi mais por motivo político e pretendente a Messias.
Pilatos condenou Jesus, como se fosse qualquer um outro que poderia trazer perigo ao império romano.
  


Obra: A Sombra do Galileu                                                                                       Autor: Gerd Theissen
Capítulo 18: O sonho do ser humano                                                                         Páginas: 207-220   
André desabafa se achando arrependido de ter participado de um jogo como aquele, e de repente recebe uma carta de Baruc.
Baruc procurou André em Séfores e veio a sua procura, a carta foi enviada por estranho de lá, era de Barrabás.
Baruc disse que Jesus está morto! Fracassou como tantos profetas! Não, Jesus não está morto. Ele foi visto depois de sua morte transfigurado.
Barrabás deseja shalon a André, e pede que queime a carta depois de lida, Escreveu para agradecer e reconhecer o quanto lutou por ele.
André reconheceu no final de tudo as maravilhas de Deus em sua vida, e agradeceu.


Fichamento - Trabalho Científico apresentado ao STCF Seminário Teológico Cidade dos Funcionários,
no ano 2012. Elaborado por Eliene Lima.




As 4 leis espirituais

O Evangelho Segundo (João Filme Bíblico Dublado)

domingo, 18 de agosto de 2013

O CHAMADO DE DEUS FILME COMPLETO

FILME BÍBLICO: JESUS SEGUNDO EVANGELIO DE SÃO LUCAS.

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Metodo para (INTRODUÇÃO) de trabalho científico. ajuda...

       1- Parágrafo  Não esquecer o texto pergunta: 1  o que?-  2 a quem?  3 a  onde?
 perguntar: quando, quem, porque?
  
2- Parágrafo -Trajetória, histórica, a quem afeta e como.
3      (Problemática) onde, como? ( Porque? o que causa para sociedade ? Porque fez tal afirmação? Contraposição,              construção real ou analogia.
3      3- ParágrafoSelecionar, relacionar. Organizar e interpretar informações, pra que?, pra fundamentar a redação..)
4    4- ParágrafoArgumentação (Porque aconteceu)?.fundo histórico e bíblico. – Enumeração * Seqüência de dados, que somados definem o tema,

5- Parágrafo da introdução: 

Quais conseqüências? Quem pode ajudar e como?            (Dificuldades no exércicio)
Para os dias atuais                                                                    ( idéia central)
Novas considerações surgirão                                                (Potencialidades ).


Corpo da dissertação
1 – Introdução    (Plano de fundo) .................................................. o que me fez pensar no assunto
2 – Problemática (Apresentar as Dificuldades) ................................ raciocinar  identificar um problema
3 – Solução         (Potencialidades) ................................................. fechar o problema (Conclusão).